E-mail
sifabrasil.gif Sociedade de Ifá no Brasil

FÁ ONTEM, IFÁ HOJE, IFÁ AMANHÃ.

PREVISÕES DE IFÁ PARA O ANO 2011

ATRAVÉS DO ORÁCULO DE IFÁ PARA O BRASIL


Este documento é dirigido aos irmãos, afilhados, Babalawós, Apetebis, Awofakas, Oriates, Babalorixás, Ialorixás e Iworós, povo religioso e a todos os que possa interessar.

Durante os dias 11 e 12 de dezembro de 2010, durante todo o dia e a noite, um grupo de Babalawós Cubanos e brasileiros, iniciados em Cuba e no Brasil, acompanhados por diversos Babalorixás e Ialorixás, se reuniram na sede da Sociedade de Cultura Afro-Cubana no Brasil, situada na Rua Santa Filomena sem número - Leque Azul - Praia de Mauá - Rio de Janeiro, com o propósito de cumprir com todas as cerimônias que permitem determinar o ODU e ORISÁS que governarão este ano no Brasil.

Tais cerimônias foram presididas e dirigidas pelo babalawó cubano Rafael Zamora Awó ni Orumilá Ogunda Keté, que incluem sacrifícios no mar, rio, lagoa, cemitério, mato, estrada, encruzilhada, poço e no alto de uma montanha, além de sacrifícios e oferendas a Elegbara, Ogun, Ozun, Éggun, Azuwano, Oke, Sangô, Olokun, Orisaoko, Osalá, Odúduwa, Inle aguere, Esumare e Olofin. Com o objetivo de alimentar e dar conta a todas essas energias do que seria realizado.

Como todos os anos a letra de 2011 foi sacada pelo babalawó mais novo, ou seja, o último iniciado do ano de 2010, Awó OGBE GUANHE. Estavam presentes também os seguintes awos:

Rafaelito Zamora awo Irete Untelu,
Carlos Esteves awo Ika Yekun,
Cláudio awo Irete Untelu,
Marcos Vinicius awo Osa Kulejá,
Nilson Novais awo Ogunda Leni,
Cláudio Awo Oshe Fun,
Junior awo Ofun Tempola,
Daniel Awo Ogunda Dio,
Jorge Awo Baba Eyogbe,
Sergio Junior Awo Iwori Logbe,
Andrés Luis Awo Edigbre,
Alcio Awo Osa Fun,
Adalto Awo Ose nilogbe,
Robinho Awo Ogunda Kete,
Luis Azevedo Awo Baba Eyogbe,
Egidio Awo Oyekun Bika,
entre outros.

OSA IWORI

Testemunhos:

OJUANI OGUNDA – OJUANI BOFUN


- Profecia:

IRÉ ASEKUN OKUTA (vencimento das dificuldades)
LESE EGUN ARA (através dos ancestrais familiares)
ONISÉ NI EGUN ARA (trabalho com egun)
KAURE, ALAIGUI. (flores variadas durante todo o ano)
OTAN. (acabou)

- EBO MARCADO: *Um frango para ELEGBARA, um carneiro e dois galos para SANGO, duas pombas para OGUN e ORISAOKO, vários grãos, verduras e frutas, um jogo de ferramentas de OGUN, terra de diferentes lugares movimentados da cidade, carne de vaca, um casal de bonecos de pano, uma ratoeira, um ofá de metal pequeno, bogbo asé.

ORISA AGAYU

Na mitologia Ioruba, Aganju é o orisá dos vulcões, do deserto e do rio.

É um Orixá de grande antiguidade.

Lukumi, seguidores desta religião, acreditam que Aganju é uma força que, como o sol que é o seu símbolo, é essencial para o crescimento, bem como um cultivador de civilizações. Como o vulcão com o qual ele também está associado, ele é o alicerce sobre o qual as sociedades são construídas e é o catalisador para a produção de grandes quantidades de riqueza e comércio necessário para o desenvolvimento avançado. Ele é considerado pelos praticantes Lukumi por seu papel em ajudar aos humanos a superar grandes sofrimentos, bem como as barreiras psicológicas. Como o vulcão, Aganju é conhecido por sua lendária força e sua capacidade de provocar uma mudança drástica.

Aganju é fortemente associado à SANGO. Alguns afirmam que ele é o pai de SANGO, se não, pelo menos, seu irmão. Aganju tem sido associado a OSUN, com quem teve um relacionamento, bem como com IEMANJA. Ele é associado com o ombro e com a força, poderoso, de caráter e determinação. É um membro reconhecido da família real divinizado do velho OYO, ele é considerado "um coração".

ORISA IEMANYA.

Na mitologia Iorùbá, Iemanjá é uma deusa-mãe; divindade padroeira das mulheres, especialmente mulheres grávidas.

Iemanjá é um orisa, originalmente da religião iorubá, que se tornou proeminente em muitas religiões afro-americanas. Ela é o oceano, a essência da maternidade, e uma protetora das crianças. Seus pais são Oduduwa e Obatala . Há muitas histórias de como ela se tornou a mãe de todos os santos. Ela era casada com Aganju e tiveram um filho, Orungan, e quinze Orisás sairam dela. Incluindo Ogun, Olokun, Sapana e Sangô. Outras histórias diriam que Iemanjá sempre esteve lá no início e toda a vida veio dela, incluindo todos os orixás.

Seu nome é uma contração de palavras iorubá: "Yeye emo eja" que significa "mãe cujos filhos são como os peixes". Isso representa a vastidão da maternidade, a fecundidade e seu reinado sobre todas as coisas vivas.

Reza:

Osa Wo Iwouri Wo Alo Adifafun Etu Baita Leyo Alabomu. Osa Wo Iwori Wo Awo Aleyo Atena Soku.


Refrões:


1. É errado pensar que os infortúnios vem do leste ou do oeste, porque eles se originam na própria mente. Por tanto, é tolice proteger-se contra os infortúnios vindos de fora e deixar descontrolada a mente, DIZ IFÁ.
2. O que se escreve com tinta, custa trabalho apagar.
3. Mais vale o jeito (manha) que a força.
4. Sua casa é de todo mundo, menos sua.
5. Por fazer um favor, se perde até a vida.
6. A faca de um awo cortará o pescoço da cabra de Orunmila.
7. Deus dá a cada qual o que merece.

Para conocer más sobre los Refranes de Osha-Ifá clic AQUÍ

Conselhos espirituais, socias e para saúde :


* A bandeira que cuidará de nossas casas este ano será confeccionada com as cores metade marrom e metade azul.
* O principal conselho deste odun é ter muito cuidado na hora de fazer favores. Pois durante este período fazer favores, sobretudo a pessoas em quem confiamos, poderá nos trazer problemas sérios como, por exemplo: botar em perigo nossa própria vida, perder nosso emprego, nossa casa, a nosso cônjuge, nossa tranquilidade, nossa sorte e nossas amizades.
* Deve-se evitar que pessoas que não convivem dentro de nosso lar o façam, pois por muito que acreditemos nelas, podem nos causar sérios problemas.
* Será um ano onde os meios do poder publico farão muita fiscalização. Ifá aconselha a manter-se dentro da legalidade. Para com isto cuidar da nossa liberdade, tranquilidade mental e emocional.
* Este será um ano de muitos conflitos sociais que deixarão as ruas bem perigosas acarretando mortes e acidentes trágicos. Será muito prudente cuidar muito de nosso lado espiritual, fazendo uso continuo dos eboses para evitar a morte e afastar as negatividades.

* Neste ano devemos fazer oferendas de flores para nossos ancestrais e de frutas para ELEGBARA e pedir por nossa proteção.
* Irmãos, dentro da informação deste odu esta que nasceu o raio ou descarga elétrica. Será prudente evitar ficar em lugares onde poderíamos estar expostos a este tipo de fenômeno, pois serão muito frequentes os acidentes provocados por isto.
* Este signo fala do desenvolvimento natural e nos prognostica que nosso país terá um avanço econômico significativo.
* Será um ano de muitas chuvas, ajudando em muitos lugares o bom desenvolvimento da agricultura e prejudicando significativamente em outros lugares, onde haverá enchentes e penetração do mar.
* Babalawos, obas oriate, ijalorisas, babalorisas, apetegbises, awofakas e em sentido geral o povo de santo que reconhecem a veracidade e importância dos Orisas ORISAOKO, OSOSI, ODUDUA E ORUN devem assentar estes orisas , pois durante este período suas energias e forças serão fundamentais para manter o bom equilíbrio emocional e a estabilidade da saúde.

* 2011 não será um bom ano para confidenciar problemas íntimos nem comprometedores com nossos amigos, pois sofreremos decepções devastadoras.
* A hipocrisia é o ato de fingir ter crenças, virtudes, ideias e sentimentos que a pessoa na verdade não possui. Essa palavra passou, mais tarde, a designar moralmente pessoas que representam que fingem comportamentos. É daí que o termo hipócrita designa alguém que oculta a realidade atrás de uma máscara de aparência. OSA WORI nos alerta sobre este comportamento por parte de falsos amigos, nossa arma será, ser hipócrita também com eles.
* Ifá recomenda aos homens em fase de separação matrimonial ou em crise de discrepância, terem muito cuidado com os conselhos e influências dos amigos de sua companheira, pois a má influência e a inveja podem converter sua mulher em sua inimiga.
* Amigos, a inveja é um sentimento gerado pelo egocentrismo e pela soberba de querer ser maior e melhor que todos, não podendo suportar que outro seja melhor. Numa outra perspectiva, a inveja também pode ser definida como uma vontade frustrada de possuir os atributos ou qualidades de um outro ser, pois aquele que deseja tais virtudes é incapaz de alcançá-la, seja pela incompetência, limitação física ou intelectual.
Ifá nos alerta para tomar todo o cuidado possível durante este ano, pois os invejosos estarão de plantão. Um bom jeito de proteção contra este sentimento ruim será não ostentar nossos logros.

* Em uma história bem significativa deste odu, OLOFIN nos ensina que o homem ao invés de olhar para si mesmo deveria ver os problemas do coletivo e combater a MANIA DE GRANDEZA e caracterizá-la como a pior das calamidades. Chega a ser curioso ver as situações em que algumas pessoas se envolvem para manter essa mania de grandeza, para alimentar o ego e mostrar para todos ao redor o quão bem sucedidas e felizes elas são. Mas será que a felicidade está sempre ligada ao volume de dinheiro que se tem?
* A economia do país se fortalecerá e o desenvolvimento será natural.
* Na política nossa presidente terá várias crises dentro de seus próprios colaboradores, delegar funções e não centralizar é o conselho de ifá.
* As doenças mais comuns neste período serão:
Problemas dentários, na vista (ocular), gastrites, câncer intestinal, depressão, dores fortes nos pés e artrites.

RELAÇÃO DE HISTÓRIAS DESTE SIGNO


1- O homem incrédulo


Existia um homem que passava por muitas dificuldades, vivia na miséria e desprezado por todos que o conheciam.
Tudo isso se devia ao fato de que ele não acreditava em nada.

Certo dia, uma mulher que vivia no mesmo povo, a qual era espírita, lhe disse que a sua situação era devido a sua falta de credibilidade e que se ele quisesse sair daquela situação ele deveria ir visitar Orunmila, já que ele seria o único que poderia ajudá-lo.

O homem começou a gritar, dizendo que tudo o que a mulher dizia era mentira. Ele não acreditava em nada além dele mesmo.

O homem, que estava muito aborrecido se encontrou com ELEGBARA que prometeu ajudá-lo para que ele não fosse mais motivo de chacota dos demais. Elegbara então o conduziu até a casa de Orunmila que lhe viu o signo Osá Woriwo.

Orunmila então disse ao homem que ele deveria fazer ebó pra se salvar e despachá-lo ao pé de uma árvore, junto com um carneiro e um galo e neste local ele deveria entregar o carneiro à pessoa que se apaixonasse do animal.

Depois de muita relutância o homem resolveu fazer o que Orunmila pediu e ao chegar ao pé da árvore surgiu outro homem que acariciou o carneiro com bastante compaixão. O homem lembrou-se dos conselhos de Orunmila e perguntou ao outro senhor se ele aceitava o animal de presente.

Aquele senhor era Sango que recompensou o homem com riquezas.

O homem prosperou tanto que passou a acreditar e a ser respeitado por todos os que antes o desprezavam.

Neste odu se da CARNEIRO a SANGO para o equilíbrio econômico.

2- Quando o tigre não conseguiu comer o cabrito.


O tigre foi até o cabrito para pedir ao mesmo que o deixasse dormir em sua casa. O cabrito deixou que o tigre dormisse em sua casa, mas que não passasse da porta principal. Porém, no dia seguinte, o tigre se acomodou na sala e assim por diante até dominar todos os cômodos da casa e passou a olhar o cabrito com maus olhos.

Quando o cabrito se deu conta do abuso do tigre, ficou desconfiado das suas intenções e foi até a casa de Orunmila para abrir um jogo.

Orumila mandou que o cabrito fizesse ebó e que passasse a andar com um avental com dois bolsos, no qual em um bolso deveria ter pedras e no outro milho torrado e que de vez em quando ele mastigasse o milho torrado, e quando lhe perguntassem o que ele comia ele afirmasse que eram pedras e as oferecesse ao mesmo tempo.

Certo dia, o tigre convidou o cabrito para um passeio na intenção de devorá-lo e este aceitou o convite. No meio do caminho o cabrito seguiu exatamente os conselhos de Orunmila e o tigre então ficou assustado pensando que se o cabrito podia comer pedras com tanta tranquilidade. O que mais um cabrito que comia pedras poderia fazer e amedrontado abandonou o cabrito no meio do caminho e nunca mais voltou.

3- Caminho onde todos queriam ser o céu e ninguém a terra.


Quando Olofim lutava pela formação do mundo teve a oportunidade de apreciar em toda a sua forma e profundidade os inconvenientes que haveriam de se manifestar, as distintas ambições que surgiriam e as inconformidades que necessariamente se sustentariam naturalmente pela formação do planeta que habitamos.

Com tudo isso, Olofim convocou os distintos elementos que formavam a sua corte e lhes disse: "É necessária a formação do mundo no qual habitarão as distintas espécies que serão criadas". "Criarei o céu, a terra, o mar, os animais e assim sucessivamente tudo o que for necessário". Os elementos convocados ficaram então responsáveis por determinar o local no qual cada criação deveria ficar.

O grande problema foi que todos então queriam ser o céu e não a terra, afinal de contas, todos cuspiam e pisavam na mesma. Só ouve um membro da corte que ao ver seus irmãos rejeitando a terra que se propôs a se instalar nela. ORISAOKO aceitou ser o dono da terra e sobre ela sustentar as plantas, os homens e os animais.

Olofim então lhe disse agradecido: "Desde agora todos os teus filhos serão também meus filhos, serás eternamente abençoado e teus segredos nunca haverão de sair da terra".

Olofin agarrou um bastão de Moruro, aplicou nele uma igba na empunhadura com oito cintas e oito caracóis e lhe disse: "Com isto, governarás a terra". "Quando colocarem oferendas em seu nome, terão que pintar o bastão com pontos brancos de efun e vermelhos de osun".

Olofin limpou Orishaoko com vários asés e colocou tudo num buraco. Depois limpou a Orisaoko com um frango e uma pomba e OLOFIN E OSA WORIWO que era seu secretário cantavam:

"Orisaoko Iku Afefe Aro Ogodo Gai Olotigbaro Agba Ma Agba Aye Osa Ara Gege Sarayeye Agba Ma Agba Aye Orisa Ara Gege Sarayeye Agba Ma Eke Fu Ayo Sarayeye Gai Omo Oko Su Ayo Sarayeye Agba Ma Agba Aye."

Foi ai então que Orisaoko passou a viver na terra.

Este segredo acompanha Orisaoko e Osaworiwo na terra e é a prova de que a inveja, a traição e as maldições são a causa de todas as guerras.

 

 

 

Dejanos tu comentario

¡Bienvenido!. Consigue aquí tu cuenta gratis para participar.

Boletines Gratuitos

Osha-Ifá, Religión y Cultura
Suscribete gratis

Volumen 1: Tratado de Odun de Ifá. 1ra Versión

Hardcover $59.50
Softcover $49.50
eBook PDF $41.50

Oferta Serie 1: Cartillas de Ifá

Hardcover $192.70
$163.80
Softcover $158.70
$119.03
eBook PDF $132.70
$79.62
Ahorra
Hardcover: 15%
Softcover: 25%
eBook PDF: 40%

Ogbe Yeku

SoftCover $13.45
eBook PDF $7.45

Ogbe Tua

SoftCover $25.95
eBook PDF $19.95

Ogbe Funfunlo

SoftCover $21.30
eBook PDF $15.30

Vocabulario Lucumí

Encuentre significados de vocablos en nuestro diccionario de más de 10000 términos